Início » Sobre Expurgos Espirituais e Emocionais

Sobre Expurgos Espirituais e Emocionais

As memórias que estão presentes nas camadas áuricas búdicas de seus corpos não podem ser limpas apenas energeticamente. Aqui falamos de traumas e memórias antigos, que já encontram-se cristalizados, como se fossem armazenadores de dores em formato de pequenos cristais, os quais vocês não sentem.

As pedras nos rins, por exemplo, seriam exemplos de cristalizações, e usamos este exemplo de cristalização no sentido físico – como a conhecem nas pedras – para explicar então a cristalização no corpo etérico, que ocorre como decorrência do expurgo de energias deletérias a serem limpas do corpo búdico.

Para que se precipite uma limpeza deste tipo, usualmente é necessário um evento catalisador. O mesmo pode ser um tratamento energético, de apometria, TVP ou outras técnicas contemplativas ou participativas  que permitem ao homem ter acesso às memórias antigas que necessitam de limpeza. Também podem ocorrer precipitadas por eventos espontâneos, como por exemplo, a visita a algum lugar onde as memórias foram criadas, o contato com uma pessoa do passado reencarnada ou qualquer  evento ou episódio que recrie a situação geral de alguma forma, tornando-se um gatilho emocional e espiritual.

Criada esta conexão, do passado com o presente, haverá um afloramento desta energia. A mesma, que é contrária à harmonia do corpo por ser muito densa, iniciará uma reação forte no corpo, que poderá ser sentida como mal estar, tonturas, desmaios e até vômitos e diarréias, entre outros – dependendo da força da energia aflorada, bem como da capacidade de transmutação do indivíduo, de acordo com seu estado energético e vibracional.

Esta energia, que originalmente descansava estagnada como cristais no campo búdico do indivíduo, ao se movimentar, causará um efeito similar ao movimento das pedras no rim, com grande desconforto para o indivíduo. Este desconforto poderá ser maior ou menor de acordo com a força energética, moral e espiritual do indivíduo, sempre lembrando que, quanto mais suportar, mais cargas poderá liberar. Mas é este processo que permite que o cristal comece a se desmanchar.

Esta energia então, antes cristalizada, começará a retomar sua forma energética inicial, com uma densidade característica dos grandes traumas. O que antes se concentrava em um ponto, agora se espalhará por todo o corpo do indivíduo, de forma a diluir-se da melhor forma possível. E aí que entra o mal estar, pois neste momento a energia passa através dos corpos, passando pelo etérico e chegando ao corpo físico.

Neste momento, ela necessita ser transmutada ou eliminada. Poucos são os indivíduos dotados de capacidade de transmutação total das energias, sendo que a maioria necessitará elimina-las através de seu corpo físico. Assim a mesma será eliminado pelo suor, pelos dejetos, pela eliminação dos elementos do estômago via oral. Também podem sair do corpo como nuvens de resíduos deletérios densos, que plainarão ao redor do corpo físico, até sua eliminação total. Estas massas de resíduos deletérios poderão acarretar confusão mental, febres, calafrios, e sensações de desmaios, em casos mais graves.

É importante, nestes processos, trabalhar a energia do perdão. Sempre temos pendências relacionadas à essas energias que estão sendo limpas, e a energia do perdão, além de atrair para nós mentores que nos auxiliarão nesta limpeza, também tem o poder de alterar a nossa própria estrutura interna, jogando mais energia limpa e pura que intensificarão as transmutações destas energias que estão aflorando.

Antes de tudo, é importante encarar estes processos como oportunidades evolutivas. Se as energias saíram do seu estado de cristalização para a limpeza, este expurgo é um presente da espiritualidade, pois são processos e dores tão antigas, que muitas vezes levaram centenas de anos para que pudesse estar pronto para liberá-las. Caso contrário, não estariam cristalizada em primeiro lugar.

Aqui também cabe a ressalva de que, aliado ao entendimento dos processos, caso o mal estar seja grande, é importante também buscar entender e tratar os sintomas físicos, com os médicos da Terra. Nada é proibido, desde que respeitado o seu bem estar, e os médicos também são missionários de Deus, no auxílio aos processos ainda não compreendidos por todos.

É importante hidratar-se, de forma a auxiliar toda a limpeza. A água, além de purificadora, também pode conter “remédios”espirituais, ministrados por seus mentores e guias, de forma a facilitar o processo de depuração. E, mais que tudo, aguentem firme. Pois é apenas mais um processo, dentre tantos em vossa extensa jornada evolutiva, como seres a caminho da tão desejada Ascensão, que nada mais é do que Conhecer-te a Ti Mesmo.

Autor: Mentor Amigo, Fraternidade Branca Universal
Local e Data: São Petersburgo, Rússia, 22/05/2016
Canal: Mirela Fioresy

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *